Histórico:
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 06/03/2005 a 12/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 16/01/2005 a 22/01/2005


Outros sites:
- Picolinos
- Dedada
- 100 Educação
- Abobra Diário
- Vocatus
- Narcóticos
- Herois da Marvel
- Cocadaboa
- A Banda Podre
- Estraga Filmes
- Máximo Poder
- A Integra
- Fundo Escuro
- Rapadura Açucarada
- De Amor e de Medo
- Masturbe-se
- Pará Tudo
- Calcinha & CIA
- Plagiando, by TS
- Stereovitrola
- Tudo para Blogs

Votação:
- Dê uma nota para meu blog



Contador:


Para os que aqui Batem

Eu vou estagnar durante um tempo (novamente) A tribo. Ando sem tempo, saco, paciência, inspiração, motivação e Tempo(já disse isso?). Eu estava postando em três blogs e isso estava me cansando, então resolvi passar a postar somente em um. Não é uma questão de escolher. Gosto dos meus blogs por igual, mas já que é pra postar que seja no que tem mais visitas. Afinal eu também tenho vida própria e não posso viver na net.

A partir de hoje, me procure na : A INTEGRA

Tô por lá, mas se arrumar tempo, saco, paciência, inspiração, motivação e Tempo(já disse isso?), novamente eu volto a postar por aqui...

 

 



- Postado por: Indio do AP às 14h00
[ ]

___________________________________________________




Indig(nação)

"A professora de primario Maria Aparecida Bastos, proprietária de um Chevet ano 96, foi multada nesse sábado por estacionar numa vaga para deficientes físicos. O guarda de trânsito se recusou a atender os apelos da professora e dos pedestres que assistiam a cena, e aplicou a multa de R$ 172,00 e cinco pontos na carteira. O salário de Aparecida é de R$ 426,00. Detalhe: Aparecida é deficiente, e tinha o adesivo regulamentar do Detran colado ao vidro de seu carro!"

Não vou generalizar dizendo que todos os policiais são corruptos, ignorantes ou medíocres, porquê toda regra tem excessão, agora morar em um país em que esse tipo de atitude é tolerada por sua força policial é uma VERGONHA! Infelizmente, não sei se temo mais os bandidos ou a polícia...

Ps: O policial pegou uma detenção de três dias, e a professora terá que pagar a multa! Vai se f...



- Postado por: Indio do AP às 15h29
[ ]

___________________________________________________




Sem muitas idéias para posts hoje

Na realidade, idéias até aparecem, mas prefiro trabalhar uma idéia, ou então nem postar. Talvez mais tarde eu coloque algo sobre uma dúvida que em aflige. Quem sabe... enquanto isso, vai uma piada infame, velha e quase totalmente sem graça que minha queria prima me mandou por mail.(Aliás, ela não faz outra coisa durante o dia)

Cerveja Mágica:

Uma mulher chega a uma destas festas para pessoas com muito dinheiro, no último andar de um grande hotel. Dá uma volta pelo salão e avista um homem bonito, isolado de qualquer grupo, tomando uma bebida.
Obviamente veio-lhe a cabeça que poderia ser um milionário que estava chateado e que ela poderia dar lhe o que ele queria.

Aproximou-se dele e começou a falar:

- O que você está tomando?
- Cerveja mágica, respondeu.
- Deixa de brincadeira, o que você está tomando?
- Verdade, cerveja mágica, veja.

O homem deu um trago, deu o copo para a mulher e saiu voando pelo salão, e
depois de algumas voltas, volta ao lugar.

- Como você fez isso? Onde estão os cabos que lhe prendem?
- Não há cabos e nem é um truque e tomando novamente um gole sai voando por uma das janelas e entra pela outra.

A mulher totalmente fascinada pelo que estava vendo pergunta se a cerveja mágica fazia o mesmo efeito com ela.

- Claro! respondeu rapidamente o cavalheiro.
- Garçom, por favor sirva um copo de cerveja mágica para a senhorita.

A senhorita rapidamente tomou um gole, saiu correndo, se atirou pela janela e se espatifou como um vaso no chão.

O cavalheiro esboçou um sorriso e então o garçom disse:

- Superman, quando você está bêbado você é um filho da puta! hehehe

 

Huahauhauhaua... é infame, eu sei. Mas eu não via a um bom tempo!

 


 



- Postado por: Indio do AP às 15h41
[ ]

___________________________________________________




(in)Perfeição? 

  O que faz uma pessoa ser diferente da outra? O que nos torna únicos e singulares nesse vasto mundo? Eu descobri, ao contrário do que a maioria poderia julgar certa, que a resposta é simplesmente a imperfeição. Isso, a imperfeição é que faz o diferencial de cada pessoa. Pare e olhe ao seu redor. Cada ser humano tem traços que o fazem ser bom ou mal, leal ou cínico, bonito ou feio, inteligente ou não. São esses mesmos traços que nos fazem amar ou odiar essas pessoas. Nós somos condicionados a buscar um ideal de ser humano perfeito na amplitude da palavra, deixando de lado aspectos muito mais relevantes do que aparência, status ou posição social. Impostos por uma sociedade que produz modelos de consumo humano em programas de tv, para que possamos copiá-los ou deseja-los. Isso é besteira!

  Olhe para o seu nariz. Com certeza ele deve ter algo que você não goste. Fique feliz! Isso é o que torna ele diferente de qualquer outro nariz no mundo! Só você tem um nariz igual ao seu. Se alguém criticar o seu nariz, não quer dizer que está na hora de mudar de nariz, mas sim mudar as pessoas ao seu redor. São elas que são iguais (ou tentam ser) aqueles esteriótipos que você vê no folhetim das 8.

  O fato de você achar que é mal humorada, pode significar aos olhos de outra pessoa que você é uma pessoa séria. Se você se acha gordo, alguém pode ver você como a coisa mais fofa do mundo. "A beleza está nos olhos de quem vê!" Essa frase se traduz sozinha. O seu valor só pode ser posto a prova se você mesmo o colocar em xeque. Dê-se o valor! Dê-se ao luxo! Você vale mais...

E como diria a baiana "arretada" Pitty: "Seja você, mesmo que seja Bizarro!"

 

 



- Postado por: Indio do AP às 09h37
[ ]

___________________________________________________




Um Dia de Fúria

Tava muito puto nesse domingão. Recebo uma ligação. Minha sogra convidando pro almoço. Saio muito puto de casa, pego um engarrafamento de uma hora, tento desviar e sou multado. Quando saio do carro piso numa merda de cachorro. Antes de entrar na casa da minha sogra, já sinto cheiro de bife de fígado, que eu odeio. Quando entro, vejo o viadinho do meu cunhado na mesa. Possesso de ódio; vou e cumprimento minha sogra! Minha cunhadinha estava com uma câmera digital e registrou tudo!

Oi sogrinha!!!

Um trailer feito por IndioAP Productions Manufatured Inc.

 



- Postado por: Indio do AP às 13h41
[ ]

___________________________________________________




SILOGISMO = (pensar, refletir)
O silogismo é a dedução feita a partir de duas proposições denominadas premissas, de modo a originar uma terceira proposição logicamente implicada, denominada conclusão. É exercício que deve ser estimulado diariamente na dialética, de maneira espontânea e natural. Por exemplo, se a criança de dois anos e meio sobe em uma cadeira sem apoio, os pais têm várias opções de conduta. Podem simplesmente tirar a criança da cadeira. Podem ameaçar a criança: - Você vai cair!... Ou podem treinar a arte do silogismo: - Se você subir em um lugar alto e se você cair, vai se machucar.

Exemplos:

Silogismo 1
Deus ajuda quem cedo madruga
Quem cedo madruga, dorme à tarde...
Quem dorme à tarde, não dorme à noite...
Quem não dorme à noite, sai na balada...
Conclusão: Deus ajuda quem sai na balada!!!

Silogismo 2
Deus é amor.
O amor é cego.
Steve Wonder é cego.
Conclusão: Steve Wonder é Deus.

Silogismo 3
Disseram-me que eu sou ninguém.
Ninguém é perfeito.
Logo, eu sou perfeito.
Mas só Deus é perfeito.
Portanto, eu sou Deus.
Se Steve Wonder é Deus, eu sou Steve Wonder!!!
Meu Deus, eu sou cego!!!

Silogismo 4
Imagine um pedaço de queijo suíço, daqueles bem cheios de
buracos.
Quanto mais queijo, mais buracos.
Cada buraco ocupa o lugar em que haveria queijo.
Assim, quanto mais buracos, menos queijo.
Quanto mais queijos mais buracos, e quanto mais buracos,
menos
queijo.
Conclusão: quanto mais queijo, menos queijo.

Silogismo 5
Toda regra tem exceção.
Isto é uma regra.
Logo, deveria ter exceção.
Conclusão: nem toda regra tem exceção.

Silogismo 6
Existem biscoitos feitos de água e sal.
O mar é feito de água e sal.
Conclusão: o mar é um biscoitão.

Silogismo 7
Quando bebemos, ficamos bêbados.
Quando estamos bêbados, dormimos.
Quando dormimos, não cometemos pecados.
Quando não cometemos pecados, vamos para o Céu.
Conclusão: vamos beber para ir pro Céu!

Silogismo 8
Penso, logo existo.
Loiras burras não pensam, logo, loiras burras não
existem.
Meu amigo diz que não é viado porque namora uma loira
inteligente.
Se uma loira inteligente namorasse meu amigo ela seria
burra.
Como loiras burras não existem, meu amigo não namora
ninguém.
Conclusão: meu amigo é viado mesmo.

Silogismo 9
Hoje em dia, os trabalhadores não têm tempo pra nada.
Já os vagabundos..., têm todo o tempo do mundo.
Tempo é dinheiro.
Conclusão: os vagabundos tem mais dinheiro que os
trabalhadores.

Silogismo 10
Dizem que as baratas são as únicas a sobreviverem a uma guerra nuclear.
A esperança é a última que morre
Logo, a barata é o símbolo da esperança!!!!!

Quem souber outro, coloca nos coments.

 

 

 



- Postado por: Indio do AP às 17h41
[ ]

___________________________________________________




Da série: Os melhores estabelecimentos do Amapá.

O Boteco do Indio do AP

Boteco do Indio

 

Notem a expressão de felicidade por um comécio bem sucedido... huehueue



- Postado por: Indio do AP às 16h21
[ ]

___________________________________________________




Da série: Os melhores estabelecimentos do Amapá

Motivado pelo post do meu amigo Covallini lá da INTEGRA, eu resolvi dedicar minha sexta a espiritualização.

As 19:30 já tenho compromisso.



- Postado por: Indio do AP às 11h25
[ ]

___________________________________________________




O poder da flatulência

Eu ainda tô rindo desse texto...

 

Amiga,

Conforme minha promessa, estou enviando um e-mail contando as novidades da minha primeira semana depois de ser transferida pela firma para o Rio de Janeiro. Terminei hoje de arrumar as coisas no meu novo apartamento. Ficou uma gracinha, mas estou exausta. São dez da noite e já estou pregada.

Segunda-Feira: Cheguei na firma e já adorei. Entrei no elevador quase no mesmo instante que o homem mais lindo desse planeta. Ele é loiro, tem olhos verdes e o corpo musculoso parece querer arrebentar o terno. Lindooooo!
Estou apaixonada. Olhei disfarçadamente a hora no meu relógio de pulso e fiz uma promessa de estar parada defronte ao elevador todos os dias a essa mesma hora. Ele desceu no andar da engenharia.
Conheci o pessoal do setor, todos foram atenciosos comigo. Até o meu chefe foi super delicado. Estou maravilhada com essa cidade.
Cheguei em casa e comi comida enlatada. Amanhã vou a um mercado comprar alguma coisa.

Terça-Feira: Amiga! Precisava contar. Sabe aquele homem de quem falei? Ele olhou para mim e sorriu quando entramos no elevador. Fiquei sem ação e baixei a cabeça. Como sou burra! Passei o dia no trabalho pensando que preciso fazer um regime. Me olhei no espelho hoje de manhã e estou com uma barriguinha indiscreta. Fui no mercado e só comprei coisinhas leves:
biscoitos, legumes e chás. Resolvido! Estou de dieta.

Quarta-Feira: Acordei com dor-de-cabeça. Acho que foi a folha de alface ou o biscoito do jantar. Preciso manter-me firme na dieta. Quero emagrecer dois quilos até o fim-de-semana. Ah! O nome dele é Marcelo. Ouvi um amigo dele falando com ele no elevador. E ainda tem mais: ele desmanchou o noivado há dois meses e está sozinho. Consegui sorrir para ele quando entrou no elevador e me cumprimentou. Estou progredindo, né? Como faço para me insinuar sem parecer vulgar? Comprei um vestido dois números menor que o meu. Será a minha meta.

Quinta-Feira: O Marcelo me cumprimentou ao entrar no elevador. Seu sorriso iluminou tudo! Ele me perguntou se eu era a arquiteta que viera transferida de Brasília e eu só fiz: "U-hum"... Ele me perguntou se eu estava gostando do Rio e eu disse: "U-hum". Aí ele perguntou se eu já havia estado antes aqui e eu disse: "U-hum". Então ele perguntou se eu só sabia falar "U-hum" e eu respondi: "Ã-hã". Será que fui muito evasiva? Será que eu deveria ter falado um pouco mais? Ai, amiga! Estou tão apaixonada!
Estou resolvida!Amanhã vou perguntar se ele não gostaria de me mostrar o Rio de Janeiro no final de semana. Quanto ao resto, bem... ando com muita enxaqueca.
Acho que vou quebrar meu regime hoje. Estou fazendo uma sopa de legumes.
Espero que não me engorde demais.

Sexta-Feira: Amiga! Estou arruinada! Ontem à noite não resisti e me empanturrei. Coloquei bastante batata-doce na sopa, além de couve, repolho e beterraba. Menina, saí de casa que parecia um caminhão de lixo. Como eu peidava! (nossa! Você não imagina a minha vergonha de contar isto, mas se eu não desabafar, vou me jogar pela janela!). No metrô, durante o trajeto para o trabalho, bastava um solavanco para eu soltar um futum que nem eu mesma suportava. Teve um momento em que alguém dentro do trem gritou: "Aí! Peidar até pode, mas jogar merda em pó dentro do vagão é muita sacanagem!"
Uma senhora gorda foi responsabilizada. Todo mundo olhava para ela, tadinha.
Ela ficou vermelha, ficou amarela, e eu aproveitava cada mudança de cor para soltar outro. O meu maior medo era prender e sair um barulhento. Eu estava morta de vergonha. Desci na estação e parei atrás de uma moça com um bebê no colo, enquanto aguardava minha vez de sair pela roleta.
Aproveitei e soltei mais um. O senhor que estava na frente da mulher com o bebê virou-se para ela e disse: "Dona! É melhor a senhora jogar esse bebê fora porque ele está estragado!". Na entrada do prédio onde trabalho tem uma senhora que vende bolinhos, café, queijo, essas coisas de camelô. Pois eu ia passando e um freguês começou a cheirar um pastel, justo na hora em que o futum se espalhou.
O sujeito jogou o pastel no lixo e reclamou: "Pó, dona Maria! Esse pastel tá bichado!" Entrei no prédio resolvida a subir os dezesseis degraus pela escada.
Meu azar foi que o Marcelo ficou segurando a porta, esperando que eu entrasse. Como não me decidia, ele me puxou pelo braço e apertou o botão do meu andar. Já no terceiro andar ficamos sozinhos. Cheguei a me sentir aliviada, pois assim a viagem terminaria mais rápido. Pensei rápido demais. O elevador deu um solavanco e as luzes se apagaram. Quase instantaneamente a iluminação de emergência acendeu. Marcelo sorriu (ai, aquele sorriso...) e disse que era a bruxa da sexta-feira. Era assim mesmo, logo a luz voltaria, não precisava se preocupar. Mal sabia ele que eu estava mesmo preocupada. Amiga, juro que tentei prender. Mas antes que saísse com estrondo, deixei escapar. Abaixei e fiquei respirando rápido, tentando aspirar o máximo possível, como se estivesse me sentindo mal, com falta de ar. Já se imaginou numa situação dessas? Peidar e ficar tentando aspirar o peido para que o homem mais lindo do mundo não perceba que você peidou? Ele ficou muito preocupado comigo e, se percebeu o mau cheiro, não o demonstrou. Quando achei que a catinga havia passado, voltei a respirar normal. Disse para ele que eu era claustrófoba. Mal ele me ajudou a levantar, eu não consegui prender o segundo, que saiu ainda pior que o anterior. O coitado dessa vez ficou meio azulado, mas ainda não disse nada.
Abaixei novamente e fiquei respirando rápido de novo, como uma mulher em estado de parto. Dessa vez Marcelo ficou afastado, no canto mais distante de mim no elevador. Na ânsia de disfarçar, fiquei olhando para a sola dos meus sapatos, como se estivesse buscando a origem daquele fedor horroroso.
Ele ficou lá, no canto, impávido. Nem bem o cheiro se esvaiu e veio outro. Ele se desesperou e começou a apertar a campainha de emergência. Coitado! Ele esmurrou a porta, gritou, esperneou, e eu lá, na respiração cachorrinho.
Quando a catinga dissipou, ele se acalmou. As lágrimas começaram a escorrer pelos meus olhos. Ele me viu chorando, enxugou meus olhos e disse: "Meus olhos também estão ardendo..." Eu juro que pensei que ele fosse dizer algo bonito.
Aquilo me magoou profundamente. Pensei: "Ah, é, FDP? Então acabou a respiração cachorrinho..."
Depois disso, no primeiro ele cobriu o rosto com o paletó. No segundo, enrolou a cabeça. No terceiro, prendeu a respiração, no quarto, ele ficou roxo. No quinto, me sacudiu pelos braços e berrou: "Mulher! Pára de se cagar!". Depois disso ele só chorava. Chorou como um bebê até sermos resgatados, quatro horas depois. Entrei no escritório e pedi minha transferência para outro lugar, de preferência outro País.
Apague este e-mail depois de ler, tá?

Sua amiga,

 

HUAHAUHAUHAUHAUHAUA.....



- Postado por: Indio do AP às 04h05
[ ]

___________________________________________________




Quinta! Hoje eu vou pra balada

 

Da série: Os melhores estabelecimentos do Amapá.



- Postado por: Indio do AP às 21h52
[ ]

___________________________________________________




A DURA REALIDADE

Já vi de tudo nessa vida, mas pesadelo pior que esse... impossível.

 

O texto a seguir foi retirado do diário de um suicida!

Esta noite tive um pesadelo. Um pesadelo terrível. No pesadelo, me levanto da cama e me olho no espelho e descubro que sou vesgo.

Procuro frenéticamente nos bolsos, para ver minha foto na identidade, para ver se na foto sou daquele jeito, e acho um passaporte, e descubro... que sou argentino.

Não pode ser, meu Deus, e me sento inconsolável em uma cadeira. Mas é uma cadeira de rodas, o que significa que além de ser vesgo e argentino sou também deficiente físico!

É impossível, digo para mim mesmo, que eu seja vesgo, argentino e deficiente físico...

"Pois é verdade!", grita uma voz atrás de mim. É o meu namorado.

Cacete! Sou também homossexual.

Bom, nessa desgraça toda, desde que se faça sexo seguro, sabem, com essa história de aids...

"Foi você que pegou a minha seringa?"

Ó Deus! Vesgo, argentino, deficiente físico, homossexual, toxicômano e soropositivo!

Desesperado começo a gritar, a chorar, a arrancar os cabelos e... não! Sou careca!

Toca o telefone. Eu procuro em meio as garrafas de cachaça vazias, porque também sou alcoólatra. É meu irmão; peço que ele fale mais alto, pois sou quase surdo:

__"Desde quando mamãe e papai morreram você só faz se entupir de drogas, vagabundeando o dia inteiro! Procura um emprego, arranja algum trabalho!"

Sou também desempregado.

 

Olho pra mesa, e vejo um papel de intimação judicial da delegacia, sobre uns assaltos em semáforos. Sou trombadinha!!

Tento explicar ao meu irmão que é difícil encontrar trabalho quando se é vesgo, argentino, deficiente físico, homossexual, tóxicodependente, alcoólatra, soropositivo, trombadinha, careca e orfão, mas não consigo, porque, porque ... porque sou gago.

Transtornado, desligo o telefone, com a única mão que tenho, e, com lágrimas nos olhos, vou até a janela olhar a paisagem. Milhões de barracos ao meu redor.

 

Depois que meu namorado termina de falar com a dona do barraco sobre nosso despejo eu sinto uma punhalada no marca-passo: além de vesgo, argentino, deficiente físico, homossexual, toxicodependente, alcoólatra, soropositivo, desempregado, careca, trombadinha, órfão, gago, maneta e cardíaco, sou também favelado.

Paro e penso que apesar disso tudo não devo me abater, poderia ser muito pior.

Nesse momento volta o meu namorado com um jornal e diz: "Amor, olha só que má notícia: Fomos rebaixados para a segunda divisão"

Não... Não... isso não, CORINTHIANO NÃO, CORINTHIANO NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOO....Plaff...

 



- Postado por: Indio do AP às 14h30
[ ]

___________________________________________________




A Saga de um Homem Que Não Sabe Beber

      Era o ano de 2001, de nosso senhor Jesus Cristo! Eis que lá ia ele; um rapaz de feições humildes e hábitos comuns. Após uma longa jornada de labuta diária, ele se dirigia a sua humilde, porém honrada, residência. No meio do caminho, encontra afortunadamente um velho conhecido de valores tão éticos quanto os seus! Ambos, após longa conferência sobre o que fazer em seu raro momento de lazer, decidem ir até um evento social que ocorreria no dia seguinte! No supracitado dia, iam ambos os dois juntos o par até o evento social do qual foram convidados. Era uma comemoração de um velho conhecido, que vinha a completar 21 primaveras naquele ano.

      A comemoração estava jovial! Muitos transeuntes a brindar a saúde e felicidade do rapaz, e muita bebida a base de cevada sendo servida. Um suino de formas confabulosas a ser assado no fogo que se encontrava brando. Eis que surge a idéia de se fazer um desafio amistoso, para ver qual dos presentes conseguiria comsumir a maior quantidade de bebida de cevada em menor tempo. O humilde rapaz, atendendo a solicitação de amigos presentes, resolve entrar na disputa.

      Após oito canecas da famigerada bebida, o jovem rapaz (isso é pleonasmo?) já se encontrava em um estado alcoólico avançado. Mas seus amigos rapidamente o socorreram. Lhe disseram que se ingerisse um bebida destilada, essa rebateria o efeito do fermentado, eliminando seus efeitos. Após mais seis copos de destilado que atendia pelo singelo nome de "Cachaça São Jorge", o jovem rapaz mal se aguentava em pé. Ele decide então ir para casa, mas se encontra sem condição apta para dirigir. Seus amigos se prontificam em leva-lo a sua residência.

      No meio do caminho, a fome se faz presente e seus amigos resolvem para num estabelecimento para pedir uam saldável refeição (4 Big Mac). Para não sujar o nobre veículo de nosso humilde jovem, eles decidem comer em uns bancos próximos. Mas o que o jovem rapaz não desconfiava era que seus valorosos amigos se encontravão em igual estado de embriagues. Após o breve lanche os amigos se levantam, pegam o veículo e retornam a festa. A diversão continua até o raiar de sol do dia seguinte (cerca de seis horas depois) quando um deles em um rápido lampejo de lucidez, pergunta: Cadê o Índio????

Queria agradecer aos meus amigos Antonny, Fred, Sex Machine e Thiago, por me lembrem esse fim de semana, da sacanagem de terem me deixado dormindo bêbado na parada da 102 sul, em Brasília e ter sido acordado por um guarda, e ter que pegar um ônibus até em casa, porquê vocês ainda levaram meu carro... Mas a amigos é pra perdoar essas coisas.... mas que vocês ainda são uns putos, isso são... huehuheuehuehe



- Postado por: Indio do AP às 14h36
[ ]

___________________________________________________




AUTOMÁTICO

Andava eu pela rua tranquilamente, quando sou abordado por um pastor:

_ Converta-se! Aceite Jesus em sua vida de pecados! - gritava ele.  Automáticamente pensei: "Cara louco! Nem sabe quem eu sou, minha vida e já me aborda dessa forma! Mas Talvez ele só queira salvar minha alma."

No mesmo dia a tarde sou novamente abordado por um transeunte. Desta vez um rapaz pedindo ajuda para voltar a sua terra natal. Automáticamente pensei: "Coitado, que barra! mas vai saber se ele não quer é encher a cara!"

No outro dia meu chefe me passa um sermão por um trabalho que ele próprio me mandou executar. Automáticamente pensei: " Esse cara tem sérios problemas! Acha que autoridade e terror andam de mãos dadas. Falta uma mulher pra ele!"

Esses três eventos me fizeram parar e pensar automáticamente: "Peraí... eu ando muito analítico com tudo. Ao invés de tentar analizar algo que não mantem importância maior que uma coceira na minha vida, eu resolvi aderir ao melhor modo de se lidar com algo que te aflige, mas que não tem importância. Agora, toda vez que isso me acontece, eu automáticamente me viro e digo: "FODA-SE!"

Ps: Tô de volta na área!!!

Ao som de Linkin Park - Numb

 

 



- Postado por: Indio do AP às 21h17
[ ]

___________________________________________________




Criatividade não se compra (ou será a cara de pau?)

 

HUAHUAHUAHAUAA!!! O cara é muito cara de pau! Mas eu dava uma grana só pelo humor.

Para quem não saca de ingreis, olha a tradução: "Ninjas mataram minha família - Preciso de dinheiro para aulas de Kung-fu"



- Postado por: Indio do AP às 14h13
[ ]

___________________________________________________




Eclético... é, faz de conta!!

A tribo entrou em uma fase onde a música tem um papel importante. Não, esse não é agora um blog somente sobre música, ele vai apresentar aqui diversos tipos de entretenimento, mas esse ramo da arte vai ser ressaltado com certeza, agora cabe também dizer que o gosto do dono do blog é quem vai mandar. Claro, se algum dos milhares de leitores desse blog quiserem ver uma matéria, mp3, ou simplesmente um comentário sobre uma banda ou gênero, pode se manifestar.

Ontem eu estava com um amigo, e enquanto dirigia começa a tocar aquela músiac do Latino no rádio "Festa no AP". Ele dá um pulo e aumenta o rádio dizendo que ADORA aquela música. Fala sério, o Latino poluir as rádio com esse tipo de música que só se curte depois da sexta dose é uma coisa. Outra é a pessoa ADORAR  isso. Bom... gosto não se discute não é mesmo?

E par quem quiser tirar o mínimo de proveito dessa música, teve uns caras que fizeram um clipe dela. È simplesmente HILÁRIO. eu me rachei de rir... e o cara ainda parece mesmo com o latino! Muito bom mesmo! O Esquema é aquele BOTÃO DIREITO: "SALVAR DESTINO COMO..."

FESTA NO AP

 



- Postado por: Indio do AP às 11h22
[ ]

___________________________________________________